Inúmeras pessoas sentem-se incomodadas ou mesmo envergonhadas por saberem que roncam. Outras declaram desconhecer possuir este problema. Mas, por qual razão certos indivíduos ressonam? Isso surge sempre que o ar flui pela garganta quando se respira ao longo do sono. Esse movimento faz com que os tecidos relaxados da garganta tremam e ocasionem os ruídos dos ressonos severos e, vez ou outra, azucrinantes.

O ressono pode incomodar o sono da própria pessoa que possui o distúrbio ou o de quem divide com ele a mesma cama e o mesmo quarto. Mesmo que o fato de alguma pessoa roncar não incomode nenhuma pessoa, essa não é uma situação para ser ignorada. De fato, o ressono pode ser um indício de um problema de saúde preocupante, entre eles apneia obstrutiva do sono (vias aéreas obstruídas), adiposidade, problema com a estrutura da cavidade bucal, nariz ou garganta, sem falar da abstinência de sono.

Em outros acontecimentos, o ronco consegue ser motivado somente pela postura em que a pessoa opta para dormir, como de costas, por exemplo, ou pela ingestão demasiada de álcool, horas antes de ir dormir.

Intervenções para prevenir o ronco

parar-ronco Em alguns casos de ronco, é essencial obter ajuda de um especialista para ter o tratamento mais indicado. Entretanto, vários deles têm como motivo fatores simples que podem ser tratados rapidamente.

O excesso de peso é um fator que pode ocasionar o ronco, por conta disso, o ideal é emagrecer. Deste jeito, a quantidade de tecido na garganta que pode estar causando o ronco vai reduzir. Para perder peso é importante minimizar a absorção de gordura diariamente, comendo porções pequenas e ampliando a porção de alimentos saudáveis. É importante, também, realizar exercitações físicas habitualmente.

Pare de roncar dormindo na postura certa

Definir a posição adequada para adormecer pode ser a solução definitiva para os ressonos. Deitar de costas de vez em quando faz com que a língua se movimente para a parte posterior da garganta, o que bloqueia parte do acesso do curso de ar. Dormir à parte é capaz de ser tudo o que quem ronca precisa fazer para possibilitar que o ar flua facilmente.

Utilize tiras nasais e nunca mais ronque

As tiras para o nariz adesivas podem ser empregues no nariz para auxiliar a aumentar o espaço da passagem nasal. Isto pode tornar a respiração mais eficaz e diminuir ou eliminar o ronco. Um dilatador nasal, que é uma fita adesiva, posta no topo do nariz através das narinas, pode minimizar a força do fluxo de ar, deixando o respirar mais simples.

Ronco x alergia

parar-ronco As alergias podem reduzir a passagem de ar que cruza o nariz, o que leva o humano alérgico a respirar pela via oral. Isso amplia a possibilidade de roncar. Nesse caso, o ideal é sondar um especialista sobre o estilo de tratamento a ser adotado para minimizar ou extinguir este incômodo.

Desvio de septo gera ressonos

Várias pessoas nascem com algum tipo de deformidade nasal ou sofrem alguma que tem como resultado o desvio do septo nasal. Esse é o desalinhamento da parede que divide ambos os lados nasais, o que limita a passagem do fluxo de ar, causando o respiramento bucal ao longo do sono e, consequentemente, o ronco. Pode ser preciso fazer uma operação para consertar a lesão, porém é preciso consultar um médico.

Álcool antes de cochilar ocasiona o ronco

A bebida alcoólica é capaz de afrouxar os músculos da garganta, provocando ronco. Em razão disso é importante diminuir ou evitar o álcool antes de dormir. Tentar não consumir bebida alcoólica ao longo de, pelo menos, 120 minutos anterior a hora de ir se deitar pode ser uma resposta para acabar de uma vez por todas com o ronco. O cigarro também não é um hábito sadio e ele pode agravar o ronco. Adormecer de 7 a 8 horas de sono todas as noites também é recomendado a quem ronca como preventivo.

Aparelho oral colabora para parar de roncar

Aparelhos orais podem colaborar a conservar as vias aéreas abertas, tornando a respiração mais suave, evitando o ronco. Para obter um destes equipamentos, é importante consultar um dentista.

Deixe um comentário